LiveZilla Live Chat Software

Page title

Cerca de 70 manifestantes bloquearam a entrada do Terminal Santo Antônio, na tarde desta segunda-feira (4), em Sorocaba (SP). Com caixas de som, cartazes e megafone, o grupo se reuniu para protestar pacificamente contra o aumento da passagem de ônibus do transporte público que sofreu reajuste na semana passada.

Durante a tarde, os manifestantes ocuparam o terminal pela Avenida Doutor Luiz Ferraz de Sampaio Júnior e chegou a impedir a saída dos ônibus. No entanto, os veículos conseguiam trafegar normalmente pela Avenida Afonso Vergueiro até que as duas pistas foram fechadas pelo grupo por volta das 18h30. Agentes da Urbes e da Guarda Civil Municipal estão acompanhando o protesto.
Por volta das 19h, os manifestantes deixaram a Avenida Afonso Vergueiro e dispersaram na Praça da Rua Sousa Pereira. A Polícia MIlitar que também acompanhava o protesto permaneceu no local para liberar as faixas de trânsito da avenida para os veículos.
Entenda

O transporte coletivo urbano de Sorocaba (SP) terá uma nova tarifa a partir do dia 9 de agosto, quando o valor do passe social irá passar de R$ 2,95 para R$ 3,20 – reajuste de 8,47%. Já o vale transporte passa de R$ 3,15 para R$ 3,35 – reajuste de 6,35%; e o passe de estudante não terá alterações no valor, sendo mantido em R$ 1,50. Os novos valores foram anunciados na tarde de quinta-feira (31), durante uma coletiva de imprensa realizada na sede da prefeitura, com a presença do prefeito Antônio Carlos Pannunzio e o presidente da Urbes – Trânsito e Transporte, Renato Gianolla.

De acordo com Pannunzio, um estudo foi realizado antes de definirem o reajuste da tarifa e nele foi considerado o aumento dos custos operacionais do transporte coletivo urbano, como o aumento do salário e benefícios concedidos à respectiva categoria profissional e, ainda, a reposição da variação de preços de insumos básicos que compõem os mencionados custos. “Ouvimos vários segmentos da sociedade e percebemos que só tínhamos duas saídas: subir o subsídio do transporte, o que acarretaria diretamente em cortar o orçamento em outras áreas, ou aumentar o preço da tarifa”, explica o prefeito.

Fonte: www.g1.globo.com