LiveZilla Live Chat Software

Page title

14
mai
Sinalização de trânsito no Brasil
Sinalização de trânsito no Brasil
  • 159 Views
  • 0 Comment
  • No tags
Pesquisa sobre sinalização de trânsito no Brasil identifica problemas.

Desenvolvida pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, a pesquisa de Sinalização de Trânsito teve como objetivo avaliar se a sinalização viária atende as definições estabelecidas no manual do CONTRAN, principalmente no período noturno, em que o índice de fatalidades no trânsito é mais frequente.

O estudo analisou a capacidade dos sinais de passar aos usuários das vias as informações necessárias, dentro de tempo e distância, com a acuidade suficiente para que se tomem as devidas providências durante a condução, reduzindo os riscos de incidentes e acidentes.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, a sinalização vertical e horizontal tem o papel de regulamentar, advertir e orientar os usuários do trânsito. Quando falamos de sinalização, esta deve ser clara, objetiva e não suscitar interpretações e sua comunicação deve ser percebida em qualquer condição climática.

Na pesquisa, são apontados problemas como deterioração, remoção e encobrimento da sinalização vertical em vias e estradas. Apesar de, em sua maioria, as placas serem facilmente compreendidas durante o dia, no período noturno, o cenário é outro. Algumas placas, produzidas com pintura ou adesivadas com material de baixa refletividade, ficam escuras ou ilegíveis, colocando em risco os usuários da via.

A sinalização de trânsito tem papel importante na educação, organização, orientação e comunicação para todos os usuários, sejam condutores de veículos automotores, de tração animal, ciclistas ou pedestres. Por isso são graves os problemas dos sinais nas estradas brasileiras, pois acabam contribuindo para que ocorram acidentes.

Para José Aurélio Ramalho, presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária, a pesquisa visa alertar a sociedade dos perigos dessa falha na “comunicação no trânsito” que pode confundir quem está ao volante. “Nosso trabalho é, além de chamar a atenção tanto de motoristas, quanto de motociclistas, pedir providências junto as autoridades competentes para que as melhorias sejam feitas com urgência”, informa Ramalho.

Fonte: www.viverseguronotransito.com.br